ODE À JUVENTUDE
e a nossa decissão – Divisão dos Rapazes da BSGI
Daisaku Ikeda

Volume II
1 9 7 9

Nós jamais deteremos em nossa marcha
Incessantes somos como um rio fluente.
Alguns, poderão vacilar na caminhada
Cobrindo-se de doces sonhos.
Outros, evitando o alcantilado píncaro
Poderão muito facilmente
Retornar às luzes da cidade.

Nós jamais deteremos em nossa marcha – na luta que visa à realização da evolução humana e do Kossen-rufu não deve haver jamais um instante sequer de descanso ou estagnação. É conforme afirma o Gosho: “Aprofundem sua fé dia após dia e mês após mês.”

A estagnação indica rotina e arrebata a alegria e o impulso para o desafio, trocando-os pelos lamentos e fuga. Em todo caso, o exercício budista resume-se numa só coisa: alcançar ou não o Estado de Buda. Não existe o meio termo nesta prática. Ou está avançando ou não está fazendo nada.

Se o nosso progresso atrasar mesmo por um passo, devemos saber que a paz da sociedade também está sendo atrasada. Portanto, com forte consciência neste ponto, devemos desafiar a nós mesmos e vencer as nossas próprias fraquezas.

Incessantes somos como um rio fluente – indica a fé como água corrente. Em outras palavras, indica a continuidade. Não pode haver a concretização do objetivo sem a continuidade.
Há ocasião em que um jovem empenha-se com todo entusiasmo nas atividades, mas, por outro lado, muito facilmente ele tende a perder de vista o objetivo, influenciado pelas circunstâncias. De forma geral, dizem que os jovens de hoje enfraqueceram na sua persistência e coragem, e muitos desanimam no meio da caminhada de sua formação. Entretanto, no mundo da prática da fé não pode acontecer o mesmo.

Nas ocasiões normais e principalmente nas horas que enfrentam sérias adversidades, devem agitar ainda mais a bandeira de sua coragem e persistência e empenhar firmemente na prática da fé. Já é hora de estabelecermos dentro de nós uma firme determinação de empenhar de forma inabalável em prol do Kossen-rufu e da evolução humana que certamente não é plana nem sem nenhum obstáculo. Haverá ocasião em que sozinho deverá enfrentar os ventos fortes das adversidades. Haverá também ocasião em que deverá caminhar desafiando as fraquezas de si mesmo, sem permitir que os doces sonhos arrebatem-no da nobre estrada que o conduzirá ao estabelecimento da plenitude da vida. Porém, existem muitos fatores em nossas voltas que tentam obstruir o exercício budista. É muito fácil sermos arrastados pelo lado da comodidade, entretanto, dedicar e desafiar dias de construção necessita de muita coragem e persistência.

Na juventude em que deve ser construída a base do curso de vida, muitos jovens, cobrindo-se de doces sonhos e perdendo-se nas tentações momentâneas, buscam os prazeres superficiais.

Esses jovens podem ser classificados como pessoas sem coragem e de fraco espírito que não podem suportar o trabalho da construção de si mesmo e da formação de uma personalidade inabalável.

No Gosho diz o seguinte: “Abandonar o superficial e adotar o profundo é o espírito de coragem”. Nós jamais deveremos atrasar na marcha da Soka Gakkai ou afastar da estrada do Kossen-rufu dominados pela própria fraqueza. Vamos, pois, empreender a nossa vida no Kossen-rufu, avançar dia após dia, desenvolver-nos mês após mês, e construirmos um curso de vida de real valor evidenciando as brilhantes comprovações da prática do Budismo de Nitiren Daishonin.

Bom final de semana.
Abraços,
Maria da Paz

Anúncios

Sobre osvalderli

paciente , amigo , gentil, cavalheiro , amoroso , respeitador , !!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s