Neste budismo, não utilizamos a palavra “Deus” para definirmos algo supremo, e nem tão pouco, conferimos a ele a imagem de um homem. Neste budismo, essa Lei suprema (Lei mística) está “representada” em um pergaminho conhecido como “Gohonzon” e ativamos essa Lei quando recitamos o “Nam-myoho-rengue-kyo” a esse Gohonzon. O Gohonzon é o elo que faz com que o nosso micro-cosmo (Nosso estado de Buda), funda-se com o macro-cosmo (Estado de Buda inerente ao universo). Quando conseguimos fazer essa fusão, a nossa vida passa a sincronizar com o ritmo do universo, fazendo com que adquiramos sabedoria e boa sorte para superarmos os nossos problemas.
O “Gohonzon” é um pergaminho deixado pelo Buda Nitiren Daishonin para que todos sem exceção também pudessem atingir o mesmo estado de vida que ele atingiu “estado de Buda”. Para isso, revelou também a oração Nam-myoho-rengue-kyo que faz com que o nosso estado de Buda funda-se com o estado de Buda contida no Gohonzon. O Gohonzon representa a essência de toda a vida do universo.
Nesse Budismo é ensinado que a vitória sobre seus problemas não depende da ajuda de uma força externa (espíritos, santos ou mesmo Deus), mas sim… quando aprendemos a ativar através da oração e da fé, o estado de Buda que existe dentro de nos.
O Buda Nitiren Daishonin veio na forma de mortal comum, revelar o verdadeiro caminho para a iluminação. Desta forma, revelou o Nam-myoho-rengue-kyo e também inscreveu o Dai-Gohonzon. Deixou também várias cartas (goshos) escritas de próprio punho para seus discípulos, sendo que muitas delas são utilizadas até hoje como uma preciosa fonte de orientação e incentivos, além de retratar fatos históricos referente à época.

DIZEM QUE AS RELIGIÕES SÃO TODAS IGUAIS

Muitas religiões são idênticas apesar de possuírem nomes diferentes, outras possuem pequenas diferenças e há aquelas que realmente são diferentes.
Existem religiões que procuram pregar somente o bem; existem religiões que se confundem entre o bem e o mal; e há aquelas que realmente pregam o mal.
Muitas religiões pregam resultados após a morte ou pregam o conformismo no estilo: Deus quis assim; Isso é mistério de Deus; Você tem que se conformar, pois isso é o seu carma… etc. A grande verdade, e que algumas pessoas montam uma “igreja” com o intuito de obter uma fonte de renda para seu sustento, sendo que em suas pregações costumam dar um destaque maior (direta ou indiretamente) para as doações do que aos problemas que seus adeptos possam estar passando. E como forma de atrair mais pessoas, apelam para encenações teatrais de falsos doentes, aleijados, ou possuído por demônios, e essas pessoas se “curam milagrosamente” diante do poder de uma pessoa “superiora”.
Muitas religiões necessitam de uma pessoa “superiora ou especial” para intermediar o contato entre os adeptos e Deus. No Budismo de Nitiren Daishonin, representado pela BSGI, não existe essa discriminação, pois perante a “Lei mística” todos têm o mesmo valor, sendo que ninguém é melhor que o outro.

Anúncios

Sobre osvalderli

paciente , amigo , gentil, cavalheiro , amoroso , respeitador , !!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s